Sobre a Revista

FOCO E ESCOPO

COISAS DO GÊNERO é um periódico eletrônico semestral do Núcleo de Pesquisa de Gênero e do Programa de Gênero e Religião da Faculdades EST. A revista publica pesquisas científicas, relatos de experiências, resenhas e entrevistas inéditas escritas em português e espanhol e traduzidas de outros idiomas. Enfoca a produção em Estudos de Gênero, Feministas e de Diversidade Sexual nas áreas das Ciências Humanas e Ciências Sociais. Tem caráter interdisciplinar e inclui o entrecruzamento das questões de gênero e sexualidade com outros marcadores sociais como classe social, raça e etnia, geração, deficiência. Assume como foco principal a produção no âmbito da Teologia e das disciplinas que se ocupam com o estudo das religiões. Pode submeter textos na Revista COISAS DO GÊNERO discentes e docentes vinculados e vinculadas a núcleos e grupos de pesquisa de programas de pós-graduação dentro do âmbito das áreas das ciências humanas e das ciências sociais e afins, desde que a temática esteja vinculada com Gênero, Feminismos e Diversidade Sexual.

MISSÃO

Promover a democratização do conhecimento e a construção de relações justas, com atenção especial para as relações de gênero, a visibilização e o fortalecimento dos Estudos de Gênero, Feministas e de Diversidade Sexual através do estabelecimento de epistemologias que sustentem a ação da produção científica, dos movimentos sociais, das igrejas e das gestões públicas na América Latina e no Caribe.

JUSTIFICATIVA

É comum ouvirmos a expressão COISAS DO GÊNERO quando as pessoas falam de assuntos genéricos, algo meio sem nome, sem definição. No entanto, para nós do Núcleo de Pesquisa de Gênero e do Programa de Gênero e Religião, COISAS DO GÊNERO refere-se a assuntos muito bem definidos e direcionados: a construção social dos corpos masculinos e femininos e suas implicações cotidianas. Desta forma, COISAS DO GÊNERO refere-se à busca constante de justiça e dignidade nas relações interpessoais. O Programa de Gênero e Religião da Faculdades EST é herdeiro da Cátedra de Teologia Feminista criada em 1990 e implementada em 1991. A discussão sobre o lugar das mulheres na Igreja e na formação teológica, bem como sobre Teologia Feminista na Faculdades EST, no entanto, antecede a década de 1990. A criação da Cátedra foi um passo significativo com a contratação de uma Professora dedicada integralmente ao desenvolvimento dessa discussão na e a partir da instituição. Ainda na década de 1990, também na EST, houve influência das discussões sobre gênero e suas perspectivas conceituais e analíticas tanto no que diz respeito às relações sociais quanto à produção do conhecimento teológico. Evidência disso foi a constituição do Núcleo de Pesquisa de Gênero, em 1999, um braço da Cátedra de Teologia Feminista no âmbito da pós-graduação e na pesquisa. Em 2004, o Núcleo de Pesquisa de Gênero realizou o I Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião sob o tema "Etnia, Corporeidade e Masculinidade", o qual resultou na publicação do livro "Corporeidade, etnia e masculinidade: reflexões do I Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião." Em 2006, sob o tema "Epistemologia, sexualidade e Violência", aconteceu o II Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião, o qual resultou na publicação do livro "Epistemologia, violência e sexualidade: olhares do II Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião." O III Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião aconteceu em 2009, sob o tema "Est[ética] e Direitos Humanos" e em 2015 acontecerá o IV Congresso Latino-Americano de Gênero e Religião, que terá como tema "História, Saúde e Direitos". Há ainda outras publicações, que são: "À flor da pele: ensaios sobre gênero e corporeidade" (2004); "Ainda feminismo e gênero: histórias, gênero e sexualidade, sexismo, violência e políticas públicas, religião e teologia" (2014); "Desvelando percepções de uma realidade: o extermínio de adolescentes e jovens" (2014); "Querida Ivone: amorosas cartas de teologia e feminismo" (2014) e "Teologia Feminista e de Gênero na Faculdades EST: a construção de uma área do conhecimento" (2014). O Programa de Gênero e Religião, constituído em 2008, é um espaço interinstitucional formado pelo conjunto de estruturas e ações que buscam oportunizar a reflexão e ação sobre questões de gênero e religião nos diversos setores, cursos e atividades na Faculdades EST e na relação com outras Instituições de Ensino, igrejas e religiões, movimentos sociais e organizações da sociedade civil, administrações e gestões de políticas públicas. É também um espaço articulador das lutas históricas dos movimentos de mulheres, de maneira especial no campo da Teologia, mas, simultaneamente, desde uma perspectiva interdisciplinar e considerando os diversos entrecruzamentos de pertença social de maneira ampla, incluindo raça e etnia, classe social, sexualidade, geração, deficiência, entre outros. Desenvolve suas ações incorporando as teorias de gênero como instrumental de análise e crítica das desigualdades sociais, capaz de evidenciá-las nas relações cotidianas e nas formas de produção de conhecimento e atuando como agente de transformação a partir do diálogo com diversos setores sociais, tendo como meta maior a construção de relações sociais justas e igualitárias. 

PROCESSO DE AVALIAÇÃO PELOS PARES

A revista COISAS DE GÊNERO é destinada a docentes, discentes, instituições de ensino e ao público em geral como fonte de conhecimento e pesquisa. Com o propósito de democratizar pesquisas, experiências, resenhas e entrevistas, possui uma versão online sem restrições de acesso.A revista aceita textos (artigos e resenhas) no formato do Microsoft Word de discentes e docentes vinculados e vinculadas a núcleos e grupos de pesquisa de programas de pós-graduação dentro do âmbito das áreas das ciências humanas e das ciências sociais e afins, desde que a temática esteja vinculada com Gênero, Feminismos e Diversidade Sexual. Os textos devem ser submetidos pelo portal da revista mediante cadastro e criação de login e senha.As pessoas interessadas devem se cadastrar no portal da revista como leitor/a, autor/a e avaliador/a, sendo este último sujeito à aprovação do editor-gerente da revista. A aprovação de avaliadores/as se dá mediante o preenchimento dos critérios de seleção – qualificação na área – e o encaminhamento de textos ocorre mediante a demanda na área de atuação e o interesse de avaliação (tópicos e especialidades). Todos os textos são submetidos ao exame simultâneo de dois/duas avaliadores/as integrantes do Conselho Científico do periódico pelo sistema de Avaliação Cega. Autores/as e avaliadores/as terão seus nomes divulgados durante a avaliação. Os/as avaliadores/as possuem um prazo de até um mês para emitirem um parecer favorável, desfavorável ou favorável sob condições de revisão. Uma terceira pessoa avaliadora pode ser consultada, caso haja divergência de opinião nos pareceres. Esta pessoa terá igualmente um prazo de até um mês para emitir seu parecer. Os critérios de avaliação estão pautados em questões de forma — ortografia, gramática, obediência às normas da ABNT e à formatação exigida pela revista — conteúdo — consistência na argumentação, uso de referências atualizadas, clareza de pensamento — e pesquisa — fundamentação teórica, problematização e hipóteses delineadas.

PERIODICIDADE

A revista COISAS DO GÊNERO será lançada semestralmente.

POLÍTICA DE ACESSO LIVRE

COISAS DO GÊNERO é um periódico eletrônico semestral do Núcleo de Pesquisa de Gênero e do Programa de Gênero e Religião da Faculdades EST. A revista publica pesquisas científicas, relatos de experiências, resenhas e entrevistas inéditas escritas em português e espanhol e traduzidas de outros idiomas. Enfoca a produção em Estudos de Gênero, Feministas e de Diversidade Sexual nas áreas das Ciências Humanas e Ciências Sociais. Tem caráter interdisciplinar e inclui o entrecruzamento das questões de gênero e sexualidade com outros marcadores sociais como classe social, raça e etnia, geração, deficiência. Assume como foco principal a produção no âmbito da Teologia e das disciplinas que se ocupam com o estudo das religiões.