CODEPENDÊNCIA RELIGIOSA: A COMPLEXA RELAÇÃO NEOPENTECOSTAL COM OS CULTOS AFRO-BRASILEIROS

Autores

  • Josimir Albino do Nascimento

Palavras-chave:

Codependência, Neopentecostalismo, Cultos afro-brasileiros, Motivações, Taumaturgia

Resumo

Este artigo propõe demonstrar que a situação de codependência existente entre as pessoas, também ocorre entre religiões de esferas diferentes. A psicologia chama codependência a relação anormal entre duas pessoas, em que uma é afetada pelo comportamento da outra. O mesmo pode ocorrer no âmbito teológico, quando uma religião é afetada de forma sistêmica pelo comportamento de outra. Neste artigo, o estado de codependência da psicologia será aplicado à teologia, a fim de caracterizar a relação do neopentecostalismo com os cultos afro-brasileiros.  A princípio são fornecidas algumas definições por especialistas da área para que não haja dúvidas quanto à natureza da situação de codependência. Em seguida, são apresentadas duas motivações para o comportamento neopentecostal codependente, a externa e a interna. A motivação externa é impulsionada pela própria manifestação dos cultos afro-brasileiros. Ela causa um incômodo aos neopentecostais. A motivação interna se refere ao conceito que os neopentecostais têm de si mesmos, tendo em vista que se consideram legítimos herdeiros da Reforma Protestante, e com a missão de reformar a vida dos que ainda não encontraram a fé em Jesus. No entanto, a sua ação está voltada de forma especial para os adeptos dos cultos afro-brasileiros, utilizando-se de recursos litúrgicos pertencentes à cosmogonia daquelas religiões, como, por exemplo, o diálogo com pessoas possessas, uma taumaturgia teatral.

Downloads

Publicado

08/10/2021

Como Citar

Josimir Albino do Nascimento. (2021). CODEPENDÊNCIA RELIGIOSA: A COMPLEXA RELAÇÃO NEOPENTECOSTAL COM OS CULTOS AFRO-BRASILEIROS. Indentidade!, 23(2), 86–96. Recuperado de http://revistas.est.edu.br/index.php/Identidade/article/view/743

Edição

Seção

DIVERSIDADE E IDENTIDADE